4 tipos de cirurgia capilar

A calvície afeta milhões de homens, não apenas esteticamente, mas psicológica e emocionalmente também. O cabelo é algo que define o aspeto de uma pessoa e a sua perda encara-se muitas vezes como a perda da juventude e da autoestima. A cirurgia cosmética pode dar uma ajuda na luta contra a calvície e na restituição de um cabelo farto e saudável: chama-se cirurgia capilar e é um procedimento cosmético cada vez mais procurado.

Porquê uma cirurgia cosmética capilar?

Estudos apontam para o facto de que aproximadamente 25% dos homens começam a perder cabelo antes dos 30 anos de idade e que cerca de dois terços da população masculina enfrenta a calvície antes de atingir os 60 anos. Embora menos habitual, também existe a calvície feminina. Existem vários motivos para a calvície nos homens e nas mulheres: questões hereditárias, stress, alimentação pouco saudável, cabelo gorduroso ou com outros problemas, depressão ou outras perturbações de saúde. Embora, regra geral, esta queda de cabelo seja gradual, o importante é perceber, o mais cedo possível, se pode ser tratado simplesmente como queda de cabelo ou se requer uma intervenção mais especializada com o recurso a uma cirurgia capilar.

Quanto custa fazer uma cirurgia capilar?

As cirurgias capilares são consideradas procedimentos cosméticos bastante caros, podendo o seu preço variar entre os €5000 e os €7000 (R$11,250 – R$15,750). Dado o seu caráter efetivo e permanente, a cirurgia capilar é também considerada um bom investimento, uma vez que, salvo raras exceções, resolve o problema da calvície para sempre. 

4 tipos de cirurgia capilar

Ao longo dos últimos anos, a cirurgia capilar tem vindo a desenvolver-se exponencialmente e hoje é uma cirurgia cosmética que apresenta diferentes métodos de intervenção, que podem ser eficazmente adequados a cada caso. O que têm em comum os 4 tipos de cirurgia capilar atualmente disponíveis no mercado? Todos eles apresentam resultados imediatos, repondo permanentemente o cabelo perdido. No entanto, e como cada caso é um caso, o procedimento pode ter de ser repetido para assegurar o resultado final pretendido.

  1. Implantes capilares: a cirurgia capilar mais popular, recorre à transplantação dos folículos capilares das áreas da cabeça com muito cabelo para as áreas onde se deu a perda de cabelo.
  2. Enxerto do couro cabeludo: o objetivo desta cirurgia capilar é remover pequenas zonas do couro cabeludo que tenham bastante cabelo e aplicá-las nas zonas calvas. Esta cirurgia cosmética é mais indicada para tratar pequenas áreas de calvície e pode ser necessário efetuar mais do que um enxerto, de forma a assegurar o aspeto natural do couro cabeludo.
  3. Redução do couro cabeludo: esta cirurgia capilar é exclusivamente utilizada em zonas calvas com um diâmetro de 2.5 cm ou menos. Procede-se à remoção da pele exposta que resultou da perda de cabelo, unindo de seguida essa área, com uma área do couro cabeludo que tenha cabelo.
  4. Expansão do couro cabeludo: o procedimento desta cirurgia capilar está assente na inserção de pequenas bolsas de silicone sob o couro cabeludo, sendo que estas são cuidadosamente insufladas ao longo de seis semanas, período depois do qual as bolsas são removidas. O resultado é a expansão do couro cabeludo e o desaparecimento das zonas calvas.
A sua votação: 
0
Sem votos